Dólar

O dólar, representado pelo símbolo “$”, é a moeda oficial de um grupo de países, incluindo os Estados Unidos, onde esta moeda surge para além de ter maior uso e que é atualmente usada e aceite em diferentes partes, países, dependências e regiões do mundo, como El Salvador, Austrália, Zimbabwe, Trinidad e Tobago, Barbados, Bahamas, Porto Rico, Equador e El Salvador , quando os últimos três não podem emitir a moeda porque adotaram o dólar americano como moeda oficial, por outro lado, no Panamá, esta moeda tem um rumo legal, mesmo que a moeda oficial seja a Balboa. O símbolo do dólar “$” provém das primeiras moedas espanholas que foram usadas no momento da independência dos Estados Unidos, isto porque nessas moedas representavam as duas colunas de Hércules, que se juntaram a uma banda sob a forma de “S”. Fontes dizem que depois da Segunda Guerra Mundial foi quando houve um grande aumento na utilização do dólar que o guiou para a grande importância que tem hoje.

Como mencionado anteriormente, o dólar é a moeda que representa vários países em todo o mundo, ou seja, existem vários territórios que a utilizam como moeda nacional ou oficial, mas que cada país dá um selo característico à sua própria moeda. O dólar que mais cresce é o dólar norte-americano, uma vez que é a moeda mais utilizada em termos do sistema financeiro; a maioria das empresas internacionais são conduzidas em títulos representados por este dólar característico.

Neste dólar norte-americano e as suas várias denominações são incorporadas uma série de figuras representativas na história dos Estados Unidos da América, entre elas: na nota do dólar está o primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington; na nota de dois dólares, terceiro presidente Thomas Jefferson; Abraham Lincoln, 16º presidente em comando, na nota de cinco dólares; Alexander Hamilton, que redigiu a Constituição na Constituição de dez dólares; sétimo Presidente Andrew Jackson para a denominação de vinte dólares; Ulisses S. Grant, o décimo oitavo presidente pela denominação de 50 dólares; e, finalmente, o famoso cientista e editor da constituição Benjamin Franklin, na nota de cem dólares.

Leave a Comment