Tabela Periódica

A tabela periódica ou sistema periódico é um esquema que mostra a estrutura e o arranjo de elementos químicos de acordo com uma lei de periodicidade, que é a de que “as propriedades dos elementos são uma função periódica dos seus números atómicos”.

Desta forma, todos os elementos químicos são encomendados em ordem crescente do seu número atómico, que representa o número de protões do núcleo do seu átomo e, portanto, o dos eletrões encontrados na coroa.

De acordo com o acima, cada elemento tem um protão e um eletrão mais do que o anterior. Ou seja, a estrutura electrónica de um átomo é exatamente a mesma do elemento que vem dele diferindo apenas no último eletrão. Todos os elementos que tenham igual número de eletrões, na sua camada ultraperiférica, terão propriedades químicas semelhantes.

Desde o início da era moderna da Química, foi uma grande preocupação dos investigadores gerir os elementos conhecidos, de forma a relacionar as suas propriedades, entre os cientistas excecionais que temos Johann Wolfgang D’bereiner, John Newlands, Dmitri I. Mendeléiev e Julius Meyer, os dois últimos desenvolveram de forma independente a lei da periodicidade, conseguindo alcançar os mesmos resultados.

A tabela periódica é constituída por períodos, que são as linhas horizontais deste último, em que os elementos têm diferentes propriedades físicas e químicas. Há sete períodos; os três primeiros calções, os próximos três comprimentos e o sétimo estão incompletos. Dentro do 6º e 7º período estão localizados os chamados elementos Lantánidos e Actinidos.

Há também grupos ou famílias, um conjunto de certos elementos que têm propriedades semelhantes. Há 18 grupos representados por cada uma das colunas na tabela.

São agrupados em dois conjuntos, os do tipo A (grupos 1, 2, 13 a 18): grupo IA (metais alcalinos), IIA (metais alcateroserais), IIIA (terreos), IVA (carbonoides), VA (nitrogenóides), VIA (calogens ou amphigane), VIIA (halogéneo) e VIIIA (gases nobres), que são chamados de elementos representativos; e elementos do tipo B (grupos 3 a 12), chamados elementos de transição.

Leave a Comment